A vida e atuação de Jefté teriam passado despercebido se não fosse seu polêmico voto. Esse ato acabou gerando uma controvérsia que se arrasta ao longo dos séculos e milênios dividindo opiniões e provocando acirradas discussões.

I – Aspectos Gerais

Nome: no hebraico significa – "abridor" ou "Deus abre", sentido final pode ser "liberdade"

Filiação: Gileade com uma concubina (prostituta). Gileade nas genealogias é filho de Maquir, descendente de Manassés e uma concubina aramaica.

Tribo: Manassés

Localização: Leste do Jordão

II – O princípio da vida de Jefté.

2.1. Seus irmãos crescem e o expulsão de casa v.12

2.2. Foge para a terra de Tobe – Norte do Reino de Amon e a oriente da tribo de Manassés transjordânica.

2.3. Homens levianos se ajuntam a ele v.3

III – Informes históricos

3.1. Tobe, distrito da Síria – próximo de Gileade

3.2. Tornou-se chefe de um bando – no oriente era atividade honrosa se os objetos fossem dos inimigos e que mereciam tal tratamento.

3.3. Após a morte de seu pai (Jair – Gileade), os Israelitas se tornaram idólatras e se tornaram oprimidos por Amon por 18 anos – 1.143 aC.

IV - O Caráter de Jefté

4.1 Era homem intenso, decidido, rápido.

4.2 Desenvolveu a violência como meio de sobrevivência.

4.3 Vontade férrea

4.4 Demonstrava um lado pacífico v.3-33

V – O problema do Voto

5.1 A causa maior – os intérpretes o transformaram em campo de batalha

5.2 Há uma corrente que diz "sim" ao cumprimento do voto

5.3 Há uma corrente que diz "não"

VI - Argumentos a favor

6.1 Os textos bíblicos demonstram que ele fez o voto e o cumpriu (Vs. 30-40)

6.2 Por que as mulheres chorariam a virgindade da moça se ela não foi sacrificada? V.40

6.3 As leis proibitivas nunca foram plenamente observadas (Dt 18.10; 12.30,31; Lv 18.21; 20.2; Sl 106,37,38; Ez 16.20,27)

6.4 O exemplo de Abraão

6.5 Em Israel sempre houve sacrifícios humanos

6.6 Sua fé primitiva não era suficiente para impedir o sacrifício

6.7 Deus aceitara seu voto, pois dera-lhe a vitória.

VII – Argumentos contra

7.1 A legislação mosaica e o temor de Jefté

7.2 A distorção do texto 11.31 não refere sacrificaria, mas que seria do Senhor.

7.3 A lamentação das Mulheres é pela vida consagrada da filha e não pelo sacrifício – v.38

7.4 Não casar era uma vergonha e não ter filhos uma desgraça.